DetailPage-MSS-KB

Base de Dados de Conhecimento

ID do artigo: 160963 - Última revisão: terça-feira, 31 de maio de 2005 - Revisão: 3.1

IMPORTANTE: Este artigo contém informações sobre como modificar o Registro. Antes de modificá-lo, faça um backup e certifique-se de que sabe como restaurá-lo caso ocorra algum problema. Para obter informações adicionais sobre como fazer backup, restaurar e editar o Registro, clique no número abaixo para ler o artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft.
256986  (http://support.microsoft.com/kb/256986/PT-BR/ ) Descrição do Registro do Microsoft Windows

Sumário

O utilitário Chkntfs.exe foi desenvolvido pela Microsoft e está disponível no Microsoft Windows NT 4.0 Service Pack 2 e em versões posteriores do Windows. É desenvolvido para desabilitar a execução automática do chkdsk em volumes específicos, quando o Windows reinicia após um desligamento inadequado. O Chkntfs também pode ser usado para desprogramar um chkdsk se o chkdsk /f tiver sido usado para agendar um chkdsk em um volume ativo na próxima reinicialização do sistema.

Mais Informações

Cada vez que o Windows reiniciar, o Autochk.exe é chamado pelo Kernel para examinar todos os volumes de modo a verificar se o bit incorreto do volume está definido. Se o bit incorreto estiver definido, o autochk realizará um chkdsk /f imediato nesse volume. O CHKDSK /f verifica a integridade do sistema de arquivos e tenta corrigir quaisquer problemas com o volume. É sempre aconselhável executar o chkdsk em volumes que foram desligados de maneira inadequada, no entanto, podem existir situações nas quais a execução do chkdsk após cada desligamento inadequado não é possível ou não é prática. Em alguns casos, o chkdsk pode levar diversas horas ou mesmo dias para verificar completamente o volume ou pode travar enquanto verifica o volume. Nessas situações, é mais prático adiar o chkdsk até um período mais conveniente.

O Chkntfs é um utilitário que permite que um administrador de sistema retire determinados volumes da verificação feita pelo programa autochk. O utilitário é executado a partir de um prompt de comando e possui as seguintes opções de linha de comando:
   chkntfs drive: [...]
   chkntfs /d
   chkntfs /x drive: [...]
   chkntfs /c drive: [...]

     unidade:         Especifica uma letra de unidade.
     /D             Restaura o computador para o comportamento-padrão
                    ; todas as unidades são verificadas no momento da inicialização
                    e o chkdsk é executado naqueles que estão 
                    incorretos. Isso desfaz o efeito da opção 
                    /X.
     /X             Exclui uma unidade da verificação na inicialização
                    -padrão. Unidades excluídas não são acumuladas 
                    entre invocações de comandos.
     /C             Agenda o chkdsk para ser executado na próxima 
                    reinicialização se o bit incorreto tiver sido definido.
				
Se nenhuma opção for especificada, o chkntfs exibirá o status do bit incorreto para cada unidade.

Exemplos:

chkntfs /x c: Isso desabilita a execução do chkdsk na unidade C:

chkntfs /x d: e: Isso desabilita a execução do chkdsk na unidade D: e E:.

Os comandos do chkntfs /x não são cumulativos, o comando substitui quaisquer exclusões de unidades anteriores que tiverem sido estabelecidas. No exemplo acima, o chkntfs apenas desabilita a verificação do chkdsk nas unidades D e E, a unidade C não é verificada em busca da presença de um bit incorreto.

O utilitário chkntfs funciona por meio da modificação do valor BootExcecute no Registro do sistema. O valor BootExecute está localizado na seguinte chave do Registro:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CURRENTCONTROLSET\CONTROL\Session Manager
O valor-padrão é:
BootExecute:REG_MULTI_SZ:autocheck autochk *
O Chkntfs /x adiciona um parâmetro /k antes do asterisco. O parâmetro /k impede que determinados volumes sejam verificados em busca da presença de um bit incorreto.

Por exemplo, o comando

chkntfs /x D:

modificaria essa entrada do Registro para autocheck autochk /k:d *

O Chkdsk /f se auto-programa para executar na próxima reinicialização configurando o bit incorreto na unidade. O Chkdsk /x desabilita a verificação para esse bit. O Chkdsk /f não pode nunca ser executado em volumes excluídos das verificações de bit incorretos pelo chkntfs.

Para executar um chkdsk /f em uma unidade que foi excluída pelo utilitário chkntfs, é necessário executar a opção chkntfs /d para retornar o sistema ao seu estado normal ou editar o valor BootExecute no Registro e remover a letra de unidade aplicável do parâmetro /k.

Aviso O uso incorreto do Editor do Registro pode causar sérios problemas que talvez exijam a reinstalação do sistema operacional. A Microsoft não garante que os problemas resultantes do uso incorreto do Editor do Registro possam ser solucionados. O uso do Editor do Registro é de sua responsabilidade.
O Chkdsk /f /r permite que o chkdsk verifique volumes em busca de erros do sistema de arquivos e setores inválidos no disco físico. O Chkdsk /f /r se auto-programa para ser executado na próxima reinicialização do sistema, adicionando uma entrada ao valor BootExecute. Por exemplo,

chkdsk c: /f /r

adiciona a seguinte entrada ao valor BootExecute:
   autocheck autochk /r \??\C:
				
Como essa entrada é, na verdade, colocada no Registro, o chkdsk /f /r não é afetado por nenhum comando chkntfs. A única maneira de desabilitar um chkdsk /f /r é remover a linha do valor BootExecute que consulta esse comando.

O utilitário Chkntfs.exe trata todas as unidades como locais ao nó. Isso inclui os recursos de disco físico do Microsoft Cluster Server (MSCS) em uma matriz de unidade compartilhada. Ao usar o Chkntfs.exe para excluir unidades compartilhadas em um cluster, é necessário executar o comando de exclusão em cada nó. Isso deve ser feito para garantir que cada nó do Registro terá as entradas apropriadas. É possível executar o comando apenas para as unidades compartilhadas pertencentes a esse nó. Se o nó não possuir recurso de disco físico, um erro será exibido.

A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows 2000 Server
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Professional Edition
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
  • Microsoft Windows NT Workstation 4.0 Developer Edition
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Standard Edition
  • Microsoft Windows Server 2003 Service Pack 1
  • Microsoft Windows Server 2003, Datacenter Edition (32-bit x86)
  • Microsoft Windows Server 2003, Enterprise Edition (32-bit x86)
  • Microsoft Windows Server 2003, Standard Edition (32-bit x86)
  • Microsoft Windows Server 2003, Web Edition
Palavras-chave: 
kbhowto KB160963
Compartilhar
Opções de suporte adicionais
Fóruns de Suporte do Microsoft Community
Contate-nos diretamente
Localize um parceiro certificado da Microsoft
Microsoft Store