DetailPage-MSS-KB

Base de Dados de Conhecimento

ID do artigo: 229716 - Última revisão: quarta-feira, 8 de junho de 2005 - Revisão: 3.1

Para uma versão do Microsoft Windows XP deste artigo, consulte 314058  (http://support.microsoft.com/kb/314058/PT-BR/ ) .

Nesta página

Sumário

Este artigo descreve a funcionalidade e as limitações do Console de recuperação do Windows. Esse console foi desenvolvido para ajudá-lo na recuperação quando o computador com o Windows não for iniciado corretamente ou não inicie.

Mais Informações

Ao usar o Console de recuperação do Windows, é possível ter acesso limitado aos volumes NTFS, FAT e FAT32 sem iniciar a interface gráfica do Windows. No Console de recuperação do Windows, é possível:
  • Usar, copiar, renomear ou substituir os arquivos e pastas do sistema operacional.
  • Ativar ou desativar a inicialização de serviços ou dispositivos na próxima vez em que iniciar o computador.
  • Reparar o setor de inicialização de sistema de arquivos ou o registro mestre de Inicialização (MBR).
  • Criar e formatar partições em unidades.
Observe que apenas um administrador pode ter acesso ao Console de recuperação do Windows de modo que usuários não-autorizados não possam usar nenhum volume NTFS.

Iniciando o Console de recuperação do Windows

Para abrir o Console de recuperação do Windows, use qualquer um dos seguintes métodos:
  • Inicie o computador com os disquetes de instalação ou o CD-ROM do Windows. Na tela "Bem-vindo à Instalação", pressione F10 ou R para reparar e pressione C (apenas no Windows 2000) para iniciar o Console de recuperação do Windows. Selecione o número correto para a instalação do Windows a ser reparada e digite a senha de administrador. Se não houver senha de administrador, pressione ENTER.
  • Adicione o Console de recuperação do Windows à pasta Inicializar do Windows usando Winnt32.exe com a opção /cmdcons. Esse procedimento requer aproximadamente 7 MB de espaço em disco na partição do sistema para armazenar a pasta Cmdcons e os arquivos.

    OBSERVAÇÃO: Se você estiver usando espelhamento de software, consulte o seguinte artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    229077  (http://support.microsoft.com/kb/229077/PT-BR/ ) Espelhamento evita a pré-instalação do Console de recuperação
  • Execute as instruções do seguinte artigo na Base de Dados de Conhecimento da Microsoft:
    222478  (http://support.microsoft.com/kb/222478/PT-BR/ ) Como criar um modelo para executar o Console de recuperação usando um servidor de instalação remota

Usando o Console de comando

Após iniciar o Console de recuperação do Windows, a seguinte mensagem será exibida:
Windows NT(TM) Boot Console Command Interpreter.

AVISO:

Este é um prompt de comando com funções limitadas destinado apenas ao uso do utilitário de recuperação do sistema por usuários avançados. Usar esse utilitário incorretamente pode causar problemas sérios no sistema que talvez exijam a reinstalação do Windows NT para corrigi-los.

Digite "exit" para sair do prompt de comando e reiniciar o sistema.

1: C:\WINNT

Em qual instalação do Windows você deseja fazer logon (enter para cancelar)?
Depois de inserir o número da instalação correta do Windows, digite a senha da conta Administrador. Observe que se você usar uma senha incorreta três vezes, o Console de recuperação do Windows será fechado. Além disso, se o banco de dados SAM estiver faltando ou danificado, não será possível usar o Console de recuperação do Windows porque você não está autenticado corretamente. Após inserir a senha e o Console de recuperação do Windows abrir, digite exit para reiniciar o computador.

Restrições e limitações do Console de comando

No Console de recuperação do Windows só é possível usar as seguintes pastas:
  • A pasta raiz
  • A pasta %SystemRoot% e as subpastas da instalação do Windows às quais você está atualmente conectado
  • A pasta Cmdcons
  • Unidades de mídia removível, como unidades de CD-ROM
OBSERVAÇÃO: Se tentar obter acesso a outras pastas, você receberá uma mensagem de "Acesso negado". Da mesma forma, enquanto estiver usando o Console de recuperação do Windows, você não poderá copiar um arquivo do disco rígido local para um disquete. É possível copiar um arquivo de um disquete ou CD para o disco rígido e de um disco rígido para outro.

Comandos disponíveis

HELP

Use o comando help para exibir todos os seguintes comandos com suporte:
attrib       delete        fixboot    md        type
cd           dir           fixmbr     mkdir     systemroot
chdir        disable       format     more
chkdsk       diskpart      help       rd
cls          enable        listsvc    ren
copy         exit          logon      rename
del          expand        map        rmdir
						

ATTRIB

Use o comando attrib com qualquer um dos seguintes parâmetros para alterar os atributos de um arquivo ou pasta:
-R
+R
-S
+S
-H
+H

+ Define um atributo.
- Redefine um atributo.
R Atributo de arquivo somente leitura.
S Atributo de arquivo de sistema.
H Atributo de arquivo oculto.
OBSERVAÇÃO: Pelo menos um atributo deve ser definido ou limpo. Para visualizar os atributos, use o comando dir.

CD e CHDIR

Use os comandos cd e chdir para alterar a pasta. Se digitar cd .., você especifica que deseja alterar para a pasta pai. Digite cd drive: para exibir a pasta atual na unidade especificada. Digite cd sem parâmetros para exibir a unidade e a pasta atuais. O comando chdir trata os espaços como limitadores. Por isso, você deve colocar o nome da subpasta que contém um espaço entre aspas, por exemplo:
cd "\winnt\profiles\username\programs\start menu"
O comando chdir funciona apenas nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem.

CHKDSK

chkdsk unidade /p /r
Esse comando (em que unidade específica a unidade a ser verificada) verifica a unidade e, se necessário, a repara ou recupera. Ele também indica os setores defeituosos e recupera as informações legíveis.

A opção /p instrui CHKDSK a fazer uma verificação exaustiva da unidade - mesmo que não haja problemas identificados -, e então corrige possíveis erros encontrados. A opção /r localiza os setores defeituosos e recupera as informações legíveis. Não se esqueça de se você especificar a opção /r, a opção /p será sugerida. O comando chkdsk pode ser especificado sem argumentos, quando a unidade atual não possui opções. As opções listadas podem ser aceitas. O comando chkdsk exige o arquivo Autochk.exe. Chkdsk localiza automaticamente esse arquivo na pasta de inicialização. Normalmente, essa opção fica na pasta Cmdcons no caso do Console de comando ter sido previamente instalado. Se a pasta não estiver na pasta de inicialização, Chkdsk tenta localizar a mídia de instalação do CD-ROM do Windows. Se a mídia de instalação também não puder ser encontrada, Chkdsk lhe solicita o local do arquivo Autochk.exe.

CLS

Use esse comando para limpar a tela.

COPY

copy origem destino
Use esse comando (em que origem específica o arquivo a ser copiado e destino a pasta ou o nome do novo arquivo). Não são permitidos cópias de pasta ou caracteres curinga. Um arquivo compactado do CD-ROM do Windows é automaticamente descompactado assim que é copiado.

Se destino não for especificado, o comando usa a pasta atual como padrão. Se o arquivo já existir, será perguntado se você deseja substituí-lo.

DEL e DELETE

del unidade: caminho nome do arquivo
delete unidade: caminho nome do arquivo
Use esse comando (em que unidade: caminho nome do arquivo específica o arquivo a ser excluído) para excluir um arquivo. O comando delete só funciona nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem. O comando delete não aceita caracteres curinga (*).

DIR

dir unidade: caminho nome do arquivo
Use esse comando (em que unidade: caminho nome do arquivo específica unidade, pasta e arquivos a serem listados) para exibir uma lista de arquivos e subpastas em uma pasta. O comando dir exibe todos os arquivos, inclusive os arquivos ocultos e os de sistema. Os arquivos podem ter os seguintes atributos:
D - Diretório              R - Arquivo somente leitura
H - Arquivo oculto         A - Arquivos prontos para arquivamento
S - Arquivo de sistema     C - Compactado
E - Criptografado          P - Ponto de nova análise
					
O comando dir só funciona nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem.

DISABLE

disable nome_do_serviço
Use esse comando (em que nome_do_serviço específica o nome do serviço ou driver a ser ativado) para ativar um driver ou serviço de sistema do Windows.

Use o comando listsvc para exibir todos os serviços ou drivers a serem desativados. O comando disable exibe o tipo de início antigo do serviço antes de restaurar o tipo de início para SERVICE_DISABLED. Por isso, você deve gravar o tipo de inicialização antigo caso seja necessário reativar o serviço.

Os valores start_type exibidos pelo comando disable são:
SERVICE_DISABLED
SERVICE_BOOT_START
SERVICE_SYSTEM_START
SERVICE_AUTO_START
SERVICE_DEMAND_START

DISKPART

diskpart /add/delete nome_do_dispositivo nome_da_unidade nome_da_partição tamanho
Use esse comando para gerenciar as partições nos volumes do seu disco rígido.
  • /add: Cria uma nova partição.
  • /delete: Exclui uma partição existente.
  • nome_do_dispositivo: O nome do dispositivo para criar uma nova partição. O nome pode ser obtido a partir da saída do comando MAP, por exemplo: \Device\HardDisk0.
  • nome_da_unidade: Um nome com base na letra da unidade para excluir uma partição já existente, por exemplo D:
  • nome_da_partição: O nome com base na partição para excluir uma partição já existente e que pode ser usado em lugar do argumento do nome da unidade, por exemplo: \Device\HardDisk0\Partition1.
  • tamanho: O tamanho da nova partição em megabytes.
OBSERVAÇÃO: Se nenhum argumento for usado, será exibida uma interface de usuário para o gerenciamento de suas partições.

AVISO: Esse comando pode danificar a sua tabela de partição, caso o disco tenha sido atualizado para uma configuração de disco dinâmico. Não modifique a estrutura dos discos dinâmicos, a menos que esteja usando a ferramenta Gerenciamento de disco.

ENABLE

enable nome_do_serviço tipo_de_inicialização

Você pode usar o comando enable (em que nome_do_serviço é o nome do serviço ou driver a ser ativado) para ativar um driver ou serviço de sistema do Windows.

Use o comando listsvc para exibir todos os serviços ou drivers qualificados para habilitação. O comando enable exibe o tipo de inicialização antigo do serviço antes de redefini-lo para o novo valor. Você deve anotar o valor antigo, caso ele seja necessário para restaurar o tipo de início do serviço.

Valid tipo_de_inicialização são:
SERVICE_BOOT_START
SERVICE_SYSTEM_START
SERVICE_AUTO_START
SERVICE_DEMAND_START
OBSERVAÇÃO: Se você não especificar um novo tipo de inicialização, o comando enable exibirá o tipo de inicialização antigo.

EXIT

Use o comando exit para fechar o Console de comando e reiniciar o computador.

EXPAND

expand source [/F:filespec] [destination] [/y]
expand source [/F:filespec] /D
Use esse comando (em que origem específica o nome do arquivo a ser expandido edestino especifica o diretório do novo arquivo) para expandir um arquivo.

OBSERVAÇÃO: Talvez não seja necessário incluir caracteres curinga.
Se destino não for especificado, o comando usa a pasta atual como padrão.

Opções:
  • /y: Não questiona antes de sobrescrever um arquivo existente.
  • /f:filespec: Se a fonte tiver mais de um arquivo, o parâmetro será necessário para identificar os arquivos específicos a serem expandidos. Você pode incluir caracteres curinga.
  • /d: Não expande, exibe apenas um diretório dos arquivos na origem.
O destino pode ser qualquer um dos diretórios de sistema da instalação atual do Windows, na raiz da unidade, nas instalações locais de origem ou na pasta Cmdcons. O destino não pode ser uma mídia removível. O arquivo de destino não pode ser somente leitura. Use o comando attrib para remover o atributo somente leitura.

expand lhe avisa se o arquivo de destino já existe, a menos que você use /y.

FIXBOOT

fixboot nome da unidade:
Use esse comando (em que nome da unidade é a letra da unidade em que o setor de inicialização será gravado) para gravar o novo setor de código da inicialização do Windows na partição de inicialização. Esse comando corrige os problemas em que o setor de inicialização do Windows foi corrompido. O processo de Reparo de emergência também corrige o setor de inicialização. Ele sobrescreve o padrão da gravação para a partição de inicialização do sistema.

FIXMBR

fixmbr nome do dispositivo
Use esse comando (em que nome do dispositivo é um nome de dispositivo opcional que específica qual dispositivo precisa de um novo MBR) para reparar o registro mestre de inicialização da partição do sistema. Esse comando é usado em situações em que um vírus danificou o MBR e o Windows não pode ser iniciado.

AVISO: Esse comando pode danificar as tabelas de partição se houver um vírus ou problema de hardware. Esse comando pode levar a partições inacessíveis. A Microsoft sugere a execução de um software de antivírus antes de usar esse comando.

O nome pode ser obtido a partir da saída do comando map. Se esse nome for deixado em branco, o registro mestre de inicialização do dispositivo é corrigido, por exemplo:
fixmbr \device\harddisk2
Se detectar uma assinatura de tabela de partição não-padrão ou inválida, Fixmbr pedirá permissão a você antes de regravar o MBR.

FORMAT

format unidade: /Q/FS:file-system
Use esse comando (em que /Q executa uma formatação rápida da unidade,unidade é a letra da unidade da partição a ser formatada/FS:file-system específica o tipo de sistema de arquivos a ser usado [FAT, FAT32 ou NTFS]) para formatar a unidade especificada no sistema de arquivos determinado.

Se não for especificado um sistema de arquivos, usa-se o formato já existente, quando disponível.

LISTSVC

O comando listsvc exibe todos os serviços e drivers disponíveis e seus tipos de início da instalação atual do Windows. Esse comando pode ser útil ao usar os comandos disable e enable.

OBSERVAÇÃO: Eles são extraídos a partir da seção %SystemRoot%\System32\Config\SYSTEM. Se a seção SYSTEM for danificada ou estiver faltando, podem acontecer resultados imprevisíveis.

LOGON

logon
O comando logon lista todas as instalações detectadas do Windows e solicita a senha do administrador local da cópia do Windows na qual deseja fazer logon. Se mais de três primeiras tentativas de logon falharem, o console será fechado e seu computador, reiniciado.

MAP

map arc
Use esse comando (em que o parâmetro arc informa ao comando map para usar caminhos ARC e não do Windows Device) para listar letras de unidade, tipos de sistema de arquivos, tamanhos de partição e mapeamentos para dispositivos físicos.

MD e MKDIR

Os comandos md ou mkdir criam novas pastas. Não há suporte para caracteres curinga. O comando mkdir só funciona nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem.

MORE

more nome_do_arquivo
Use esse comando para exibir um arquivo de texto na tela.

RD and RMDIR

Os comandos rd e rmdir excluem uma pasta. Esses comandos só funcionam nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem.

REN e RENAME

Os comandos ren e rename renomeiam um arquivo. Lembre-se de que você não pode especificar uma nova unidade ou caminho para o seu arquivo de destino. Esses comandos só funcionam nas pastas de sistema da instalação atual do Windows, em mídia removível, na pasta raiz de qualquer partição do disco rígido ou nas instalações locais de origem.

SET

O comando set lhe permite exibir ou modificar quatro opções de ambiente.
AllowWildCards = FALSE AllowAllPaths = FALSE AllowRemovableMedia = FALSE NoCopyPrompt = FALSE

SYSTEMROOT

O comando systemroot define a pasta de trabalho atual da pasta %SystemRoot% da instalação do Windows na qual você está atualmente conectado.

TYPE

type nome_do_arquivo
O comando type exibe um arquivo de texto.

A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows 2000 Server
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Professional Edition
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
Palavras-chave: 
kbinfo KB229716
Compartilhar
Opções de suporte adicionais
Fóruns de Suporte do Microsoft Community
Contate-nos diretamente
Localize um parceiro certificado da Microsoft
Microsoft Store