DetailPage-MSS-KB

Base de Dados de Conhecimento

Artigo: 102908 - Última revisão: sexta-feira, 19 de Setembro de 2003 - Revisão: 2.1

Este artigo foi publicado anteriormente em PT102908
Para obter uma versão deste artigo relativa ao Microsoft Windows XP, consulte 314067  (http://support.microsoft.com/kb/314067/EN-US/ )

Sumário

Os utilitários ARP, PING, FTP, NETSTAT e NBTSTAT poderão fornecer informações úteis quando tenta determinar a causa dos problemas de funcionamento em rede de TCP/IP com o Windows. Segue-se uma lista de possíveis sintomas de TCP/IP com recomendações de utilização destes utilitários para diagnosticar os problemas. Apesar de não se tratar de uma lista completa, são exemplos de como poderia usar estes utilitários para detectar problemas existentes na rede.

Mais Informação

P: Como posso determinar se o TCP/IP está correctamente instalado num sistema Windows?

R: Tentando usar o utilitário PING no sistema local, escrevendo o endereço IP de loopback 127.0.0.1 na linha de comandos:
ping 127.0.0.1


O sistema deve responder imediatamente. Se o PING não for encontrado ou o comando falhar, consulte o registo de eventos com o Visualizador de eventos (Event Viewer) e procure problemas comunicados pelo programa de configuração ou pelo serviço TCP/IP. Deverá também tentar utilizar o PING com os endereços IP da(s) interface(s) local(ais) para determinar se o IP foi configurado correctamente. Uma utilização do PING efectuada com êxito indica que a camada IP do sistema de destino poderá estar funcional.

P: Como posso determinar se o serviço do servidor FTP está instalado correctamente num sistema Windows?

R: Tente utilizar o FTP no sistema local, escrevendo o endereço IP de loopback na linha de comandos:
ftp 127.0.0.1


A interacção local com o servidor é idêntica à interacção esperada para outros clientes de Windows (e a maior parte dos clientes UNIX). Este comando também pode ser utilizado para determinar se os directórios, as permissões, etc., do serviço do servidor FTP estão configurados correctamente.

P: Qual a causa do Erro 53 quando estabeleço ligação com um servidor com o Windows NT, Windows for Workgroups ou Microsoft LAN Manager?

P: O Erro 53 é devolvido quando o nome de computador especificado não pode ser resolvido. Se o computador se encontrar na sub-rede local, confirme se a ortografia do nome está correcta e se o sistema de destino também está a executar o TCP/IP. Se o computador não se encontrar na sub-rede local, certifique-se de que o mapeamento do respectivo nome e endereço IP está disponível no ficheiro LMHOSTS. Se todos os componentes estiverem correctamente instalados, tente utilizar o PING com o sistema remoto para se certificar de que o respectivo software de TCP/IP está a funcionar.

P: Depois de adicionar um novo mapeamento ao ficheiro LMHOSTS, o que posso fazer se a ligação ao servidor demorar mais tempo do que o habitual?

R: Um ficheiro LMHOSTS de grandes dimensões com uma entrada no fim do ficheiro, possivelmente na sequência de algumas instruções #INCLUDE, poderá causar este comportamento. Pode utilizar dois procedimentos para acelerar o tempo de ligação: marque a entrada como se fosse uma entrada pré-carregada, colocando o sinalizador #PRE a seguir ao mapeamento, e utilize o comando NBTSTAT -R para actualizar imediatamente a cache do nome local ou coloque o mapeamento mais acima no ficheiro LMHOSTS.

O ficheiro LMHOSTS é analisado de modo sequencial para localizar entradas que não tenham sido pré-carregadas (isto é, que não tenham o sinalizador #PRE). Assim sendo, deve colocar as entradas frequentemente utilizadas perto do princípio do ficheiro e as entradas #PRE perto do fim.

P: O que fazer se os utilizadores estiverem com dificuldades em estabelecer ligação com um servidor específico, mesmo quando é especificado o mesmo nome?

R: Utilize o comando NBTSTAT -N para determinar (com autoridade) o nome que o servidor registou na rede. O resultado deste comando lista vários nomes que o sistema registou utilizando o NetBIOS através de TCP/IP. Deve existir um nome que se assemelhe ao nome de computador do sistema. Caso contrário, tente um dos outros nomes exclusivos apresentados. O comando NBTSTAT também pode apresentar as entradas em cache de sistemas remotos pré-carregados (#PRE) a partir de LMHOSTS ou nomes resolvidos recentemente devido à actividade actual da rede. Se o nome utilizado pelos utilizadores remotos for igual e os outros sistemas estiverem numa sub-rede remota, certifique-se de que o mapeamento do sistema está incluído nos respectivos ficheiros LMHOSTS.

P: O que fazer quando não é possível estabelecer ligação com sistemas exteriores com nomes de anfitrião utilizando TELNET, FTP, etc., sendo apenas possível ligar através de endereços IP?

Utilizando o ícone Rede (Network)no Painel de controlo (Control Panel), verifique a configuração da resolução do nome do anfitrião (que se encontra na opção Conectividade de TCP/IP ou TCP/IP Connectivity) para garantir que foi efectuada a configuração de HOSTS e DNS correcta para o sistema. Se estiver a utilizar o ficheiro HOSTS, certifique-se de que o sistema remoto tem a mesma ortografia no ficheiro e na aplicação em que está a ser utilizado. Se estiver a utilizar DNS, certifique-se de que os endereços IP dos servidores DNS estão correctos e pela ordem certa. Para determinar se o nome do anfitrião está a ser resolvido correctamente, tente utilizar o comando PING com o sistema remoto, escrevendo o nome do anfitrião e o endereço IP.

R: A faixa apresentada quando estou a utilizar o comando TELNET com um computador específico identifica um computador diferente daquele a que pretendia ligar, mesmo quando especifico o endereço IP correcto. A que se deve essa situação?

R: Este tipo de situações surge, normalmente, quando dois sistemas na mesma rede são configurados (por engano) com o mesmo endereço IP. O mapeamento do endereço Ethernet e IP é efectuado pelo módulo do protocolo ARP (Address Resolution Protocol), que aceita a primeira resposta que recebe. Deste modo, a resposta do computador "impostor" é, por vezes, devolvida antes da resposta do computador pretendido. Estes problemas são difíceis de isolar e controlar. O comando ARP -g apresenta os mapeamentos na cache de ARP. Se conhecer o endereço Ethernet do sistema remoto pretendido, é possível determinar facilmente se os dois correspondem. Se não corresponderem, tente utilizar o comando ARP D para eliminar a entrada, em seguida, efectue o PING do mesmo endereço (forçando um novo mapeamento de ARP) e verifique de novo o endereço Ethernet na cache utilizando o comando ARP -g. O mais provável é que, se ambos os sistemas se encontrarem na mesma rede, eventualmente obterá uma resposta diferente. Caso contrário, poderá ser necessário filtrar o tráfego que provém do anfitrião "impostor" para determinar o proprietário ou a localização do sistema.

P: O que fazer quando uma ligação de TCP/IP a um sistema remoto parece não reagir?

R: O comando NETSTAT -a apresenta o estado de toda a actividade nas portas TCP e UDP do sistema local. O estado de uma ligação de TCP em boas condições é normalmente estabelecido com 0 bytes nas filas de envio e recepção. Se os dados estiverem bloqueados numa das filas ou se o estado for irregular, existe provavelmente um problema com a ligação. Caso contrário, é possível a rede ou aplicação estejam a ser processadas de uma forma mais lenta.

P: O que fazer quando a caixa de diálogo de configuração de TCP/IP apresenta a seguinte mensagem: "O gateway predefinido não pertence a uma das interfaces configuradas. Deseja alterá-lo?"

R: Este erro indica que o gateway predefinido não se encontra na mesma rede lógica que qualquer uma das interfaces instaladas no sistema. Isso é determinado pela comparação da parte correspondente ao ID de rede do gateway predefinido (processando uma operação AND lógica entre a máscara de sub-rede e o gateway predefinido) com os ID de rede de qualquer uma das interfaces instaladas. Por exemplo, um sistema com uma única interface configurada com um endereço IP 102.54.0.1 e uma máscara de sub-rede 255.255.0.0 necessitaria que o gateway predefinido tivesse o formato 102.54.a.b, uma vez que a parte do ID de rede da interface IP é 102.54.

A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows 2000 Server
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows 2000 Professional Edition
  • Microsoft Windows 2000 Datacenter Server
  • Microsoft Windows NT Advanced Server 3.1
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Standard Edition
  • Microsoft Windows NT Workstation 3.1
  • Microsoft Windows NT Workstation 4.0 Developer Edition
Palavras-chave: 
kbnetwork KB102908
Partilhar
Opções de suporte adicionais
Fóruns de Suporte da Comunidade Microsoft
Contacte-nos directamente
Encontre um parceiro certificado Microsoft
Loja Microsoft