DetailPage-MSS-KB

Base de Dados de Conhecimento

Artigo: 188305 - Última revisão: sexta-feira, 23 de Setembro de 2011 - Revisão: 6.0

Este artigo foi publicado anteriormente em PT188305

Nesta página

Sumário

Embora não exista um método centralizado para determinar se a lista de procura numa rede alargada (WAN, Wide Area Network) está completa, existem técnicas para determinar se os servidores de um segmento específico estão representados na lista de procura de um segmento remoto. Estas técnicas podem ser aplicadas em todos os segmentos da WAN. No entanto, os resultados destes testes podem mudar se as funções dos servidores forem alteradas quando ocorrerem eleições de browser. Os resultados destes testes apenas terão significado ao longo do tempo se todos os servidores de um domínio na WAN forem completamente estáticos e nenhum servidor for activado ou desactivado.

Os testes descritos abaixo dependem do utilitário Browstat.exe do Microsoft Windows Resource Kit. O exemplo de resultado será apenas relativo ao protocolo TCP/IP. Além disso, como acontece com a maior parte dos diagnósticos de problemas de rede, para resolver problemas do serviço localizador (browser), o administrador terá de conhecer bem os limites dos segmentos de rede e as configurações de router na rede. Como exemplo, suponha que um cliente num segmento remoto não tem na respectiva lista de procura um servidor localizado noutro segmento.

Devido à sensibilidade às horas do serviço localizador e ao facto de utilizar datagramas de difusão, só deverá efectuar estes passos depois do ciclo de 48 minutos (o ciclo de propagação total num ambiente de domínio com vários segmentos).

Tenha em mente que a resolução de nomes entre todos os browsers é essencial e que a primeira medida a tomar consiste em estabelecer uma infra-estrutura de resolução de nomes robusta com o WINS. Pode perder-se muito tempo a tentar detectar problemas de browsers provocados, na realidade, por problemas de resolução de nomes.

Mais Informação

  1. Localize o browser principal no segmento em que o servidor se encontra. Execute este comando no segmento em que reside o servidor em falta:
    browstat status
    A resposta é semelhante a:
    Status for domain NomeDomínio on transport \Device\NetBT_IEEPRO1

    Browsing is active on domain.
    Master browser name is: BrowserPrincipal
    Master browser is running build 1381
    1 backup servers retrieved from master BrowserSecundário
    \\SmallerServer
    There are 100 servers in domain NomeDomínio on transport
    \Device\NetBT_IEEPRO1
    There are 1500 domains in domain NomeDomínio on transport
    \Device\NetBT_IEEPRO1
    Estas informações deverão indicar o servidor que funciona como browser principal no segmento. No entanto, se o browser principal local tiver sido lento a responder, estas informações poderão ter sido recebidas de outro browser principal.

    Os resultados deste comando devolvem a cadeia "\Device\Protocolo_NIC", que pode utilizar com outros comandos browstat.

    Para localizar o browser principal local no segmento do cliente, execute o seguinte comando:
    browstat getmaster \device\netbt_el59x1 nomedomínio
    A utilização do parâmetro status ou getmaster envia uma consulta DomainName<1d> e devolve o browser principal actual desse segmento. O serviço localizador não é utilizado para localizar o computador que funciona como browser principal. Pode efectuar este passo remotamente caso o próprio serviço localizador seja utilizado para indicar os computadores que funcionam como browser principal no segmento, mas é necessário que o administrador saiba os nomes de todos os servidores de cada segmento. Além disso, esta técnica de resolução de problemas não é eficaz, uma vez que o próprio serviço localizador está a ser utilizado para resolver um problema do browser. E mesmo que esta parte do browser não tenha um problema, a lista devolvida poderá estar desactualizada até 36 minutos. Para determinar remotamente a lista de browsers principais do domínio, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\nomedopdc | findstr /i mbr
    Em seguida, o administrador deve determinar qual o browser principal que se encontra no segmento que contém o nome do servidor em falta.

    Se não for possível detectar um browser principal, pode forçar uma eleição parando e iniciando o serviço localizador num controlador de domínio que se encontre no segmento do servidor. Após alguns minutos, execute este teste novamente. Em alternativa, na consola de um servidor do segmento do servidor, pode forçar uma eleição executando o seguinte comando:
    browstat elect \device\netbt_ieepro1 nomedomínio
  2. Determine se o browser principal tem o nome do servidor na respectiva lista. O browser principal é o primeiro servidor na cadeia de comunicação que deve conter o nome do servidor em falta. Este teste determina se o browser principal recebeu o pacote de anúncio de anfitrião do servidor. Repare que a cadeia "\device..." é obtida a partir do resultado anterior. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\browserprincipal | findstr /i servidoremfalta
    Se o browser principal tiver o servidor na respectiva lista, o comando devolverá uma resposta semelhante a:
    \\ServidorEmFalta NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\ServidorEmFalta
    Se o browser principal local não tiver o nome do servidor, pode executar o seguinte comando em qualquer computador do segmento do servidor em falta:
    browstat forceannounce \device\netbt_el59x1 nomedomínio
    Em alternativa, pode executar o seguinte comando a partir da consola do servidor em falta:
    browstat announce \device\netbt_el59x1 nomedomínio
    Poderá ser útil verificar se o servidor em falta consegue mapear uma unidade rede para o browser principal, de forma a verificar a conectividade de rede.

    Além disso, pode reiniciar o servidor para forçar um pacote de anúncio de anfitrião.

  3. Determine se o PDC recebeu o nome do servidor a partir do browser principal. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\pdc | findstr /i servidoremfalta
    O resultado deverá ser semelhante a:
    \\ServidorEmFalta NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\ServidorEmFalta
    Se o nome do servidor estiver em falta, deve-se provavelmente a problemas na resolução de nomes. Para que o PDC obtenha a lista de servidores a partir do browser principal, o browser principal do servidor tem de conseguir resolver o nome DomainName<1b> para poder enviar o pacote de anúncio principal direccionado através da porta UDP 138. Para que o PDC responda a este anúncio de modo a obter o nome do servidor, tem de conseguir resolver o nome de computador do browser principal. (Para que o browser principal do servidor obtenha a lista de todo o domínio a partir do PDC, também tem de conseguir resolver o nome de computador do PDC.)

    A resolução de nomes em ambas as direcções é essencial. Para verificar se o browser principal do servidor consegue resolver a entrada DomainName<1b>, execute o seguinte comando:
    browstat getpdc \device\netbt_el59x1 nomedomínio
    Para verificar se o PDC e o browser principal conseguem resolver o nome de computador um do outro, mapeie uma unidade de rede do browser principal para o PDC e do PDC para o browser principal. Se algum destes passos não funcionar, resolva o problema de resolução de nomes.

  4. Determine o browser principal no segmento do cliente. Faça-o com os mesmos passos utilizados no passo 1, mas no segmento do cliente.
  5. Determine se o browser principal tem o nome do servidor em falta no segmento do cliente. Execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\segdoclientedobp | findstr /i servidoremfalta
    Se o servidor tiver a entrada, o resultado deverá ser semelhante a:
    \\ServidorEmFalta NT 04.00 (W,S,NT,PBR,DFS) "Description" of server
    \\ServidorEmFalta
    Se o browser principal não tiver o nome do servidor em falta, deve-se provavelmente a um problema de resolução de nomes. Verifique se o browser principal do segmento do cliente consegue resolver o nome DomainName<1b> executando o seguinte comando:
    browstat getpdc \device\netbt_el59x1 nomedomínio
    Além disso, o browser principal tem de conseguir resolver o nome de computador do PDC. Para o verificar, mapeie uma unidade de rede para o PDC.

    Se um destes testes não funcionar, resolva os problemas de resolução de nomes.

  6. Determine os browsers secundários no segmento do cliente. Para reduzir a utilização do browser principal do segmento, quando um cliente pedir uma lista de procura, escolherá um browser secundário, caso esteja disponível. Por este motivo, é provável que todos os clientes utilizem browsers secundários. Existem duas formas de determinar os browsers secundários locais deste segmento.

    Na consola do browser principal, execute o seguinte comando:
    browstat locallist \device\netbt_ieepro1 | findstr /i bbr
    Este comando devolverá uma lista de entradas semelhante a:
    \\BrowserSecundário NT 04.00 (W,S,BDC,NT,BBR,DFS) "Description" of server
    \\BrowserSecundário
    Para enviar este comando remotamente para o browser principal, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\browserprincipal 0x40000000 | findstr /i bbr
    NOTA: estes sinalizadores são definidos no seguinte documento do protocolo de localização CIFS:

    ftp://ftp.microsoft.com/developr/drg/cifs/cifsbrow.doc (ftp://ftp.microsoft.com/developr/drg/cifs/cifsbrow.doc)
  7. Determine se os browsers secundários têm o nome do servidor em falta. Para que todos os clientes deste segmento obtenham uma lista de procura fiável, tem de verificar se todos os browsers secundários têm o nome do servidor em falta. Para cada browser secundário, execute o seguinte comando:
    browstat view \device\netbt_ieepro1 \\browsersecundário | findstr /i servidoremfalta
    Se um browser secundário não tiver o nome do servidor em falta, verifique se o browser secundário consegue mapear uma unidade de rede para o browser principal. A função de browser secundário é a função de browser mais dinâmica. Os browsers principais dão instruções a potenciais browsers para se tornarem browsers secundários, dependendo da carga do browser. Aguarde 12 minutos e repita os passos 6 e 7.
Para obter informações adicionais sobre por que o nome do computador pode não existir na lista de localização, clique no número de artigo existente abaixo para visualizar o artigo na base de dados de conhecimento da Microsoft (KB, Microsoft Knowledge Base):
231312  (http://support.microsoft.com/kb/231312/EN-US/ ) Computer Name Missing in the Browsing List

Problemas de multihoming

Para que o PDC crie uma única lista de todo o domínio, não pode ser um servidor multihomed. Cada browser principal de segmentos remotos estabelecerá uma ligação ao PDC. Uma vez que não existe garantia de que todos os browsers principais escolham a mesma interface no PDC, este deve ser single-homed para que possa ser criada uma única lista de todo o domínio. Além disso, todos os browsers principais devem ser single-homed. A cada 12 minutos, o browser principal liga ao PDC e pede a lista de todo o domínio. Em seguida, o browser principal emite um pacote de browser de anúncio principal para o PDC, indicando a este que ligue ao browser principal e obtenha as listas locais. No entanto, dado que o PDC não mantém endereços IP separados para cada interface no browser principal, quando liga ao browser principal, apenas obtém a lista de computadores e servidores recolhida nessa interface específica.

Outras considerações

Para evitar a funcionalidade intermitente do browser e a necessidade de realização destes testes, poderá ser necessário dedicar computadores em cada segmento para manter uma lista consistente de todo o domínio. Se os servidores forem encerrados e reiniciados com frequência, deverá considerar colocar um BDC se o número de segmentos não for grande ou, no mínimo, um servidor membro baseado em Windows em cada segmento com a definição de registo IsDomainMaster definida como True. Isso dará vantagem ao servidor durante eleições do browser principal para o segmento.

Se nenhum dos passos anteriores funcionar para que possa avançar para o passo seguinte, verifique se algum dos servidores browser identificados têm um erro "nome em conflito". Pode verificar a existência deste erro executando o seguinte comando:
nbtstat -n
Pode utilizar este comando remotamente utilizando o parâmetro -A ou -a.

O browser é muito sensível à configuração dos routers da WAN. Uma vez que as funções de browser são determinadas por eleições de difusão, não devem ser reencaminhadas difusões de UDP. É possível que ocorra um comportamento estranho caso seja reencaminhado tráfego de difusão de UDP numa direcção, mas não na outra. Isto poderá gerar eventos "8003" de browser, dando origem a um ciclo contínuo de eleições.

Outro passo que poderá efectuar para tentar resolver problemas consiste em capturar tráfego de rede com um analisador de protocolo, como a ferramenta Monitor de rede (Network Monitor) da Microsoft. Para visualizar as trocas de browser directamente, pode parar e, em seguida, reiniciar o serviço localizador. Infelizmente, não é garantido que o browser assuma a mesma função que tinha depois de parar e iniciar o serviço localizador. No entanto, este método pode ser particularmente útil para verificar as comunicações quando o browser principal pede a lista de todo o domínio ao PDC e, imediatamente a seguir, quando o PDC pede a lista local ao browser principal. Depois de o serviço localizador ser iniciado no browser principal, a troca completa deverá ser realizada dentro de um ou dois minutos. Configure as definições do tamanho de pacote e da memória intermédia de captura do analisador de protocolo de forma a permitir esta quantidade de tráfego.

A lista de servidores devolvida pelo serviço localizador anterior ao Windows NT 4.0 estava limitada a 64 KB de tamanho. Quando este tamanho é excedido, verá uma lista alfabética de servidores truncada. Para evitar este comportamento, todos os browsers devem ter o Windows NT versão 4.0 ou posterior.

Referências

Para obter mais informações, consulte a documentação técnica "Microsoft Windows NT Browser" no seguinte Web site da Microsoft:
http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc767893.aspx (http://technet.microsoft.com/en-us/library/cc767893.aspx)

A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Excel 4.0 para Macintosh
  • Microsoft PowerPoint 3.0 para Macintosh
Palavras-chave: 
kbinfo kbnetwork kbtshoot KB188305
Partilhar
Opções de suporte adicionais
Fóruns de Suporte da Comunidade Microsoft
Contacte-nos directamente
Encontre um parceiro certificado Microsoft
Loja Microsoft