DetailPage-MSS-KB

Base de Dados de Conhecimento

Artigo: 225087 - Última revisão: terça-feira, 27 de Novembro de 2007 - Revisão: 3.7

 
Importante
Este artigo aplica-se para o Windows 2000. Suporte para o Windows 2000 termina em 13 de Julho de 2010. O Windows 2000 End-of-Support Solution Center (http://support.microsoft.com/?scid=http%3a%2f%2fsupport.microsoft.com%2fwin2000) é um ponto de partida para planear a estratégia de migração a partir do Windows 2000. Para mais informações consulte a Microsoft Support Lifecycle Policy (http://support.microsoft.com/lifecycle/) .

Nesta página

Sumário

Este artigo é um guia para escrever ficheiros ADM personalizados para utilização com o Editor de políticas do sistema. Interface do Editor de políticas do sistema, composto por todos os livros, caixas de verificação e caixas de texto que vê quando abre um computador ou utilizador da política de grupo, é criado com um modelo. O modelo de política de sistema ou ficheiro ADM, é um programa simples que indica o System Policy Editor que livros, caixas de verificação e outros controlos de entrada para apresentar o administrador.

Para mais informações sobre como escrever um ficheiro ADM da política de grupo, consulte a documentação técnica ("Implementing Registry-Based Group Policy") no seguinte Web site da Microsoft:
http://technet.microsoft.com/en-us/windowsserver/2000/bb735344.aspx (http://technet.microsoft.com/en-us/windowsserver/2000/bb735344.aspx)

Mais Informação

Modelos Especifica a alteração de registo

Existem dois modelos predefinidos incluídos quando instalar o Windows NT. São Common.adm e Winnt.adm. Estes ficheiros utilizam as variáveis de classe, KeyName e NomeValor para permitir que lhe manipular actividades de política do Windows NT específicas em computadores com o Windows NT. Segue-se uma explicação sobre estas variáveis e como podem ser utilizados para criar os seus próprios ficheiros de política.
  • CLASS (Machine ou User)

    As palavras-chave Machine ou User são utilizadas da seguinte forma:

    • A palavra-chave de computador controla as entradas no ramo HKEY_LOCAL_MACHINE.
    • A palavra-chave de utilizador controla as entradas no ramo de registo HKEY_CURRENT_USER.
    CLASS (Machine ou User): CLASS A variável Especifica a chave de registo alça onde a política é implementada. Existem duas chaves alça que podem ser modificadas pelo System Policy Editor: LOCAL_MACHINE e CURRENT_USER. CLASS MACHINE Especifica uma alteração de política LOCAL_MACHINE e CLASS USER Especifica uma alteração de política CURRENT_USER.

    Quando abrir o ficheiro de Winnt.adm, a entrada de computador de CLASS é apresentada no início. Cada política após o que é implementada em HKEY_LOCAL_MACHINE e aparece como uma política de computador na interface do Editor de políticas do sistema. Abaixo da entrada de CLASS MACHINE no ficheiro Winnt.adm, o comando CLASS USER aparece. A partir deste ponto para a frente, as políticas são implementadas em HKEY_CURRENT_USER e aparecem como uma política de utilizador ou grupo na interface do Editor de políticas do sistema.

  • NOME-CHAVE

    • Caminho restante para alterar um valor de registo
    KEYNAME: A variável KEYNAME Especifica o caminho restante para a localização onde o valor de registo é adicionado ou alterado. Por exemplo:
    CATEGORIA!!Login_Policies
    POLÍTICA!!LogonBanner

    KEYNAME "Software\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon"
    PARTE!!LogonBanner_Caption
    EDITTEXT
    VALUENAME "LegalNoticeCaption"
    MAXLEN 255
    PREDEFINIÇÃO!!LogonBanner_DefCaption
    PARTE DE FIM
    PARTE!!LogonBanner_Text
    EDITTEXT
    VALUENAME "LegalNoticeText"
    MAXLEN 255
    PREDEFINIÇÃO!!LogonBanner_DefText
    PARTE DE FIM
    POLÍTICA DE FIM
    A localização desta alteração no registo é o ramo HKEY_LOCAL_MACHINE como específico pela variável de CLASS. A localização da chave, Software\Microsoft\Windows NT\CurrentVersion\Winlogon, é especificada pela variável de KEYNAME.
  • NOMEVALOR

    • A palavra-chave de valor é criada ou alterada no registo.

      • REG_SZ (predefinição)
      • NUMERIC = alteração de dados DWORD ou BINARY
    VALUENAME: A variável VALUENAME Especifica os valores das chaves de registo que são adicionadas ou alteradas. No exemplo acima, a política de faixa de início de sessão requer duas alterações ao registo. O valor de LegalNoticeCaption é adicionado ou alterado e o valor de LegalNoticeText é adicionado ou alterado no exemplo acima.

    Por predefinição, o tipo de valor de cadeia é REG_SZ. Pode substituir essa definição adicionando a palavra-chave NUMERIC. Todos os valores numéricos são escritos num modelo de política no formato decimal. Em seguida, o valor é armazenado no registo como DWORD e BINARY.

    Lembre-se de que os dados armazenados nesses valores são determinados pelo que essa pessoa tipos nas caixas de texto no Editor de políticas do sistema e o administrador.

Converter uma alteração de registo em ADM keywords

O desafio maior poderão ser localizar uma alteração de registo útil que pretende distribuir. Por exemplo, demorar a seguinte alteração permite-lhe mover a impressora pasta de spool. Lembre-se de que para apontar o spool para uma nova pasta, essa pasta tem de ser criada. Em seguida, pode efectuar a seguinte alteração ao registo:

Importante Esta secção, método ou tarefa contém passos que a saber como modificar o registo. No entanto, poderão ocorrer problemas graves se modificar o registo incorrectamente. Por conseguinte, certifique-se de que segue estes passos cuidadosamente. Para protecção adicional, cópia de segurança do registo antes de o modificar. Em seguida, pode restaurar o registo se ocorrer um problema. Para obter mais informações sobre como efectuar uma cópia de segurança e restaurar o registo, clique no número de artigo que se segue para visualizar o artigo na base de dados de conhecimento da Microsoft:
322756  (http://support.microsoft.com/kb/322756/ ) Como efectuar uma cópia de segurança e restaurar o registo no Windows


  1. Inicie o Editor de registo (Regedt32.exe).
  2. Localize o valor de DefaultSpoolDirectory sob a seguinte chave no registo:
       HKEY_LOCAL_MACHINE\System\CurrentControlSet\Control\Print\Printers
    						
    Nota: A chave de registo acima é um caminho foi moldado para melhor legibilidade.
  3. No menu Editar, clique em cadeia, escreva X:\ Pathname (por exemplo, D:\Printing) e, em seguida, clique em OK.
  4. Saia do Editor de registo.
Esta alteração ao registo tem de ser convertida num formato de modelo de modo a que HKEY torna-se CLASS (Machine ou User), chave torna-se KEYNAME e valor fica VALUENAME (seguido de NUMERIC se o tipo for BINARY ou DWORD).

Criar um ficheiro ADM

Ficheiros ADM podem ser criados com qualquer editor de texto.

Crie um ficheiro de seguir a sintaxe de estrutura do bloco do idioma *.adm:
  • Aspas à volta de termos com espaços
  • Bloquear estruturas tem um início e um fim
  • Guardar com extensão *.adm (não .txt)
Para criar um modelo de ficheiro ADM:
  1. Inicie o bloco de notas ou qualquer editor de texto para criar o modelo.
  2. Crie um ficheiro .adm seguir as regras descritas acima. Por exemplo:
    MÁQUINA DE CLASSE
    CATEGORY "Como teste"
    POLICY "Alterar o directório de spool"
    KEYNAME "System\CurrentControlSet\Control\Print\Printers"
    PART "directório de spool"
    EDITTEXT
    VALUENAME "DefaultSpoolDirectory"
    PARTE DE FIM
    POLÍTICA DE FIM
    CATEGORIA DE FIM
Espaçamento não interessa. Se um nome tem um espaço na mesma, tem de ser colocado entre aspas. Uma boa prática, coloque todas as etiquetas, keynames e valuenames com aspas. Lembre-se de guardar o ficheiro com uma extensão .adm.

Carregar o modelo para o Editor de políticas do sistema

  1. Inicie a ferramenta System Policy Editor. Clique em Iniciar, aponte para programas, aponte para Ferramentas administrativas e, em seguida, clique em System Policy Editor. É apresentada uma janela vazia. Se forem apresentados quaisquer ícones, clique em Fechar no menu ficheiro. Deve sair do programa como não é possível carregar outro ficheiro .adm enquanto quaisquer ficheiros de política (ou registo) está aberto para edição ou efeitos de visualização.
  2. No menu Opções, clique em Modelo de política para apresentar a janela Opções de modelo de política. Repare que os dois ficheiros .adm discutidos anteriormente já estão carregados.
  3. Clique em Adicionar, vá para a localização do ficheiro a ser carregado, clique no ficheiro, clique em Abrir e, em seguida, clique em OK.
  4. No menu ficheiro, clique em Nova política para apresentar a janela do Editor de políticas do sistema.
  5. Faça duplo clique em Computador predefinido, porque o ficheiro .adm utiliza a variável CLASS MACHINE e a palavra-chave, que é para o ramo de registo HKEY_LOCAL_MACHINE.
Agora é apresentada a entrada como para verificar que foi criada anteriormente. Pode agora definir esta entrada com uma política de sistema que afecta quaisquer computadores que escolher.

Referências

Termos e abreviaturas

(SPE) o Editor de políticas do sistema: A ferramenta necessária para carregar o ficheiro pol e aplicar ficheiros .adm.

Ficheiros ADM: Os modelos utilizados para alterar as definições de registo actual.

!!Cadeias: as variáveis de texto no ficheiro .adm.

CATEGORY: O "Books" de agrupamentos de política.

POLICY: Utilizado para criar a entrada de caixa de verificação necessária para alterar valores de registo.

PART: Utilizado para o controlo de entrada de política necessária.

O ficheiro Winnt.adm cria a interface utilizada no exemplo acima. A seguinte lista explica as palavras-chave que criar a interface.

!!STRINGS: A várias linhas que começam com "!!". O "!!" denota uma cadeia variável e é seguido do nome de variáveis, !!stringname. As cadeias são definidas na parte inferior do modelo de política. Se desloque-se para o fim do ficheiro, consulte uma secção semelhante à seguinte:

[strings]
Sistema = sistema Windows NT
Login_Policies = início de sessão
LogonBanner_DefText = User created text
A variável!!SYSTEM no corpo do modelo mapeia para sistema do Windows NT, que ficará visível na interface. Ter uma secção de cadeias permite que as descrições ser substituído facilmente. Isto é particularmente útil quando traduzir os ficheiros para outros idiomas. Caso contrário, poderá apenas pretende incorporar o texto no corpo do modelo.

CATEGORY: Isto define um agrupamento de políticas semelhantes. A palavra-chave CATEGORY cria um livro que podem ser expandido e fechadas na interface de SPE e categorias podem aninhar entre si. CATEGORY é utilizado unicamente para fins organizacionais e pode criar tantos ou como algumas categorias conforme necessitar.

POLICY: palavra-chave this cria a entrada de caixa de verificação que, se seleccionada, cria uma instrução para alteração de registo. Se desmarcado, cria uma instrução para que uma alteração de registo diferente (normalmente uma eliminação). Se a caixa de verificação não estiver disponível, não cria uma instrução no ficheiro de política.

Partes: algumas alterações de registo são efectuadas através da implementação ou limpar uma política. Outras alterações de registo são mais complexas. Por exemplo, para criar uma faixa de início de sessão (política), um administrador tem de indicar que se passa na barra de título da janela e que se passa no corpo da janela. Estes segmentos adicionais de informações reunidos pela variável de partes.

PART: cria um controlo de entrada na parte inferior da caixa de diálogo política. Uma grande variedade de janelas de controlo pode ser criada com esta.

CATEGORY, POLICY e PART criar a estrutura da interface SPE. Cada é um contentor. CATEGORY pode conter políticas e categorias. As políticas podem conter partes. Uma vez que este é uma linguagem de programação estruturada, quando começa uma estrutura ou contentor, necessitará também de terminá-la.

END - END CATEGORY, END POLICY e END PART: fim de um comando é necessário para designar o fim de cada uma das estruturas respectivas. Não é necessário atribuir nome a categoria é final. É determinado com base no nível de aninhamento. Inicial e final cada contentor correctamente fornece as estruturas aninhadas correctas.

Tipos de partes: existem vários tipos de partes, que lhe permite ser criativo na concepção de políticas de sistema. Por exemplo, a legenda de faixa de início de sessão e o texto são ambas as caixas de texto. Este controlo de entrada é criado com a palavra-chave EDITTEXT, qual propriamente dito é modificado com as palavras-chave opcionais MAXLEN (para designar o comprimento máximo de entrada) e DEFAULT (para criar um predefinido, dados sugeridos para o administrador de entrada). Assim, a interface SPE é criada com categorias, políticas e PARTES. Um administrador indica preferências implementar ou desmarcando as políticas e, por vezes escrevendo informações nos controlos de entrada denominados partes.

A informação contida neste artigo aplica-se a:
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Terminal Server
  • Microsoft Windows 2000 Server
  • Microsoft Windows 2000 Advanced Server
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Standard Edition
  • Microsoft Windows NT Server 4.0 Enterprise Edition
Palavras-chave: 
kbmt kbinfo KB225087 KbMtpt
Tradução automáticaTradução automática
IMPORTANTE: Este artigo foi traduzido por um sistema de tradução automática (também designado por Machine translation ou MT), não tendo sido portanto revisto ou traduzido por humanos. A Microsoft tem artigos traduzidos por aplicações (MT) e artigos traduzidos por tradutores profissionais. O objectivo é simples: oferecer em Português a totalidade dos artigos existentes na base de dados do suporte. Sabemos no entanto que a tradução automática não é sempre perfeita. Esta pode conter erros de vocabulário, sintaxe ou gramática… erros semelhantes aos que um estrangeiro realiza ao falar em Português. A Microsoft não é responsável por incoerências, erros ou estragos realizados na sequência da utilização dos artigos MT por parte dos nossos clientes. A Microsoft realiza actualizações frequentes ao software de tradução automática (MT). Obrigado.
Clique aqui para ver a versão em Inglês deste artigo: 225087  (http://support.microsoft.com/kb/225087/en-us/ )
Partilhar
Opções de suporte adicionais
Fóruns de Suporte da Comunidade Microsoft
Contacte-nos directamente
Encontre um parceiro certificado Microsoft
Loja Microsoft